sábado, 24 de junho de 2017

Seria a saída do Reino Unido da União Europeia o cumprimento de profecias sobre os últimos dias?


A saída do Reino Unido da União Europeia resultou em um grande acontecimento mundial, logo é de se esperar que surgirão especulações quanto a este fato fazer parte do cenário profético sobre os fins dos tempos.

Este artigo traduzido do site True Bible Teaching trás uma visão a este respeito.

Informo que este artigo é um artigo de opinião do autor sobre os acontecimentos atuais a base da bíblia. Trouxemos aos leitores para termos uma visão sobre este fato.

Grã-Bretanha deve deixar a União Europeia
Grã-Bretanha deve deixar a União Europeia, mesmo que pensem ou façam algo para o contrário!
PORQUE? Bem, a resposta é curta: é porque Deus disse que vai ser assim, é uma questão de cumprimento das profecias bíblicas falada a cerca de 3000 anos atrás!
Os alinhamentos geopolíticos entre as nações, no momento final que antecede a volta de Cristo foi claramente revelado na Bíblia.
Agora veja a resposta vinda de um estudo da profecia bíblica.
Para entender os alinhamentos geopolíticos entre as nações no tempo do fim, precisamos primeiro entender quem é o Rei do Norte e do Sul que está no livro do profeta Daniel.

A mais de 2.500 anos atrás, tanto o profeta Daniel, quanto Ezequiel descreveu eventos mundiais que levariam o homem a seu conflito final, em que é referido na Bíblia como a "batalha do Armagedom". Ao descrever os eventos que levam a este último conflito mundial que predisse como a geopolítica das nações seria dividida em alianças do norte e sul em torno da nação de Israel.
Essa aliança significa o que os estudantes da Bíblia há muito tempo estão esperado: A Grã-Bretanha deixar a União Europeia. Os eventos atuais estão cumprindo essa profecia bíblica diante de nossos olhos.
Por isso, vamos olhar para o que a Bíblia descreve como a aliança do "Rei do Sul" e o "Rei do Norte" nos últimos dias. Isto é o que lemos em Daniel 11: 40-45 ; Daniel 11
40. E, no fim do tempo, o rei do sul lutará com ele, e o rei do norte se levantará contra ele com carros, e com cavaleiros, e com muitos navios; e entrará nas suas terras e as inundará, e passará.
41. E entrará na terra gloriosa, e muitos países cairão, mas da sua mão escaparão estes: Edom e Moabe, e os chefes dos filhos de Amom.
42. E estenderá a sua mão contra os países, e a terra do Egito não escapará.
43. E apoderar-se-á dos tesouros de ouro e de prata e de todas as coisas preciosas do Egito; e os líbios e os etíopes o seguirão.
44. Mas os rumores do oriente e do norte o espantarão; e sairá com grande furor, para destruir e extirpar a muitos.
45. E armará as tendas do seu palácio entre o mar grande e o monte santo e glorioso; mas chegará ao seu fim, e não haverá quem o socorra.
Quando a Bíblia descreve a geografia de Norte e Sul se baseia na terra de Israel estar em seu centro. O povo de Israel "é Seu povo escolhido", que são um testemunho de sua existência antes de todas as nações.
Deuteronômio 7:6
Porque povo santo és ao Senhor teu Deus; o Senhor teu Deus te escolheu, para que lhe fosses o seu povo especial, de todos os povos que há sobre a terra.
Isaias 43:10
Vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá.
Então, quem é esse "Rei do Sul e Rei do Norte"?
Bem, em suma, a Bíblia revela que este seja a Rússia e a União Europeia, enquanto o Rei do Sul que desafia o rei da invasão de Israel e do Egito do Norte é revelado em ser "Társis, com todos os jovens leões ...".
Abaixo está uma manchete que apareceu em 2001, destacando o que foi visto, em seguida, como uma mudança dramática para alinhamentos políticos globais. Os ataques de 9/11/2001 em solo americano e a resposta mundial para este foi o catalisador para iniciar este realinhamento das nações. Considerando que o mundo está geopoliticamente dividido em um Ocidente e Oriente, o alinhamento destacado simboliza a Cortina de Ferro que o comunismo rodeou os países da Europa Oriental. Com o mundo agora se movendo mais para o que a Bíblia descreve como um Norte contra Sul, a aliança geopolítica está centrada em Israel e Egito e incluindo os países da Península Arábica.
O rei do Norte:
O Rei do Norte é revelado em Ezequiel 38 como segue:
Ezequiel 38
1. Veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:
2. Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele.
3. E dize: Assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e de Tubal;
4. E te farei voltar, e porei anzóis nos teus queixos, e te levarei a ti, com todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos vestidos com primor, grande multidão, com escudo e rodela, manejando todos a espada;
5. Persas, etíopes, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete;
6. Gômer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo.
7. Prepara-te, e dispõe-te, tu e todas as multidões do teu povo que se reuniram a ti, e serve-lhes tu de guarda.
8. Depois de muitos dias serás visitado. No fim dos anos virás à terra que se recuperou da espada, e que foi congregada dentre muitos povos, junto aos montes de Israel, que sempre se faziam desertos; mas aquela terra foi tirada dentre as nações, e todas elas habitarão seguramente.
9. Então subirás, virás como uma tempestade, far-te-ás como uma nuvem para cobrir a terra, tu e todas as tuas tropas, e muitos povos contigo.
10. Assim diz o Senhor DEUS: E acontecerá naquele dia que subirão palavras no teu coração, e maquinarás um mau desígnio,
11. E dirás: Subirei contra a terra das aldeias não muradas; virei contra os que estão em repouso, que habitam seguros; todos eles habitam sem muro, e não têm ferrolhos nem portas;
12. A fim de tomar o despojo, e para arrebatar a presa, e tornar a tua mão contra as terras desertas que agora se acham habitadas, e contra o povo que se congregou dentre as nações, o qual adquiriu gado e bens, e habita no meio da terra.
13. Sebá e Dedã, e os mercadores de Társis, e todos os seus leõezinhos te dirão: Vens tu para tomar o despojo? Ajuntaste a tua multidão para arrebatar a tua presa? Para levar a prata e o ouro, para tomar o gado e os bens, para saquear o grande despojo?
14. Portanto, profetiza, ó filho do homem, e dize a Gogue: Assim diz o Senhor DEUS: Porventura não o saberás naquele dia, quando o meu povo Israel habitar em segurança?
15. Virás, pois, do teu lugar, do extremo norte, tu e muitos povos contigo, montados todos a cavalo, grande ajuntamento, e exército poderoso,
16. E subirás contra o meu povo Israel, como uma nuvem, para cobrir a terra. Nos últimos dias sucederá que hei de trazer-te contra a minha terra, para que os gentios me conheçam a mim, quando eu me houver santificado em ti, ó Gogue, diante dos seus olhos.
Diz-se que o nome Gog significa um teto, telhado, cobertura  e, portanto, refere-se a "um no topo" ou "um poderoso" ou "um levantado".
Isso pode ter tanto uma conotação geográfica ou uma liderança política.
Aqui em Ezequiel 38 ambos os aspectos são aplicáveis. Ele é usado como um título para um grande líder, um homem de grande estatura política e militar, e um que vem do "topo".
Ezequiel diz que Gogue é dos "confins do norte" ou a partir do topo, e se fosse desenhar uma linha em um mapa de Jerusalém seria apontar diretamente para a Rússia no norte.
No entanto, ficamos em dúvida sobre a identidade desse líder denominado "Gog" pela descrição "o príncipe do Rosh" como a Versão Revista torna a frase "príncipe e chefe".
O historiador Josefo afirma: "Magog fundou os que com ele foram nomeados Magogites, mas quem é pelos gregos chamados citas", e outros comentários o historiador cita a "propagação do rio Tanais ou Don, para oeste ao longo das margens do Ister ou Danúbio "- a área da Europa central incorporando pela  Alemanha, Áustria, Hungria etc ...
Um historiador ainda mais cedo, Heródoto (aprox. 450BC), colocou as citas no norte do Mar Negro em uma área entre o rio Don, na Rússia e do Rio Danúbio na Europa.
Outro escritor antigo, Diodoro da Sicília (aprox. 100 aC) traçou citas, tanto quanto o Mar Báltico "
Ver mapa abaixo
"Rosh"
De acordo com o Hebrew Scholars a palavra traduzida como "chefe" na Versão Autorizada deve ser processado como "Rosh", pois é um nome próprio.
Rosh pode ser identificada como a Rússia.
O historiador Bochart escreve:
"Rosh é a forma mais antiga em que a história faz menção do nome da Rússia"
E Gesenius em hebraico - Chaldee Lexicon ao Antigo Testamento escreve:
"Rosh é o nome próprio de uma nação do norte, mencionado com Tubal e Meseque, sem dúvida, os russos, que são mencionados por escritores bizantinos do século 10 sob o nome de Oi Ros - a morada da Rússia para o norte do Taurus".
"Tubal" - Wikipedia
Não deve ser confundido com Tabal.
Este artigo é sobre o personagem bíblico. "Tubal" é também um personagem menor de Shakespeare em O Mercador de Veneza.
Tubal, de acordo com livro de Gênesis cap. 10 (o Quadro das Nações), era o nome de um filho de Jafé, filho de Noé.
O livro de Gênesis (cap. 10) nos dá os descendentes dos três filhos de Noé, Sem, Cam e Jafé. Somos informados de que os filhos de Jafé foram Gomer, Magogue, Madai, Javã, Tubal, Meseque e Tiras.
Muitos autores, seguindo o autor judeu romanizado Josephus (século 1 dC), relacionam o nome para Iber. Em relação à questão da afinidade étnica da população de Tubal, Josefo escreveu: "Tobal deu origem aos Thobeles, que agora são chamados Iberes". Esta versão foi repetida pelo Patriarca Eustácio de Antioquia, bispo Teodoreto, e outros.
No entanto, o historiador galês Nennius afirmou outra tradição que Tubal foi ancestral dos ibéricos, 'italianos' [isto é, tribos Itálico] e 'Espanhol' [que também foram chamados ibéricos].
No livro Elpis Israel escrito por John Thomas lemos ...
"Assim, então, discernir os nomes modernos da Rússia e de Moscovo, ou Moskwa, nos nomes antigos de Ros e Mosc ou Musc. Não é difícil reconhecer em Tobl, Tubl ou Thobel, um nome que, naturalmente, se conecta com eles; e que, em conjunto com eles, tende, de uma maneira muito notável, para determinar e corrigir o objeto apropriado de predição. O rio Tobol dá nome à cidade Tobolium ou Tobolski, a metrópole da extensa região da Sibéria, encontrando-se imediatamente para o leste dos territórios de Moscovy ou Mosc. Tobol e Mosc são mencionados juntos por Ezequiel que os caracteriza como nações que negociam em cobre, um metal para o qual é notório, e que abunda no solo da Sibéria ...
“E, assim, as três denominações Ros, MOSC e Tobl, unidos em profecia, apontam, com igual capacidade e concisão, as regiões amplamente estendidas, que, nos dias de hoje, que denominamos coletivamente O Império Russo “.
 "... Gogue, da terra de Magogue (Alemanha e outras partes da UE) ..."
Putin da Rússia pede "parceria estratégica" com a UE já em 2007
President Vladimir Putin
Abaixo uma notícia rubrica data: 27 de março de 2007
Putin pede "parceria estratégica" com a UE
O presidente russo, Vladimir Putin quer uma "parceria estratégica" para aprofundar as relações entre Moscou e da União Europeia.
"A lógica do desenvolvimento das relações entre a Rússia e a UE tornam necessária a elaboração de um acordo de parceria estratégica"
Ele escreveu o acordo proposto deve tornar-se um instrumento capaz de aprofundar a integração econômica e de cooperação no domínio dos direitos humanos e da segurança no continente europeu.
Putin observou que Moscou foi preparada "para ir tão longe quanto possível" em sua parceria com a UE, acrescentando: "Era evidente que os nossos parceiros devem estar preparados para fazer o mesmo."
"... Gogue, da terra de Magogue ..."
Putin promete expandir a influência russa na União Europeia - 25 de março de 2007
► O presidente russo, Vladimir Putin prometeu expandir a influência de seu país com a União Europeia através do desenvolvimento de parceria estratégica com o bloco. A declaração de Putin veio no 50º aniversário da UE.
► Putin disse: "O desenvolvimento de relações russo-UE logicamente nos levou à necessidade de um Tratado de Parceria Estratégica em substituição ao Acordo de 10 anos, que expirará em breve", disse Putin em um artigo intitulado "50 Years of Europeia integração e Rússia. "
► Ele disse que o acordo iria "garantir um maior nível de integração econômica e interação e proporcionar liberdade e da segurança no continente europeu."
► O líder russo também descreveu a integração europeia como "um processo objetivo, o que representa uma parte integrante da ordem emergente mundo multipolar."
Cuidado com a Rússia, a superpotência energética
► Putin pode trazer o Ocidente a seus joelhos
► A Rússia já ultrapassou a Arábia Saudita como o maior produtor mundial de petróleo. A Rússia já domina o gás natural.
► Em um mundo preocupado com o terrorismo, genocídio e déspotas de propulsão nuclear, a Rússia de Vladimir Putin está montando uma máquina econômica poderosa o suficiente para forçar a Europa, os EUA e Ásia para seus joelhos.
► Em torno de £ 210m por dia em receitas de petróleo e gás fiscais agora derrama para o tesouro russo. A Rússia é agora uma economia de petróleo e gás
A Rússia está gastando uma grande quantidade de seu dinheiro em re-equipar suas forças armadas. Como tal, ela está subindo para a posição de poder que a Bíblia prediz que ela irá realizar a Europa até o ponto de ser "um guarda-lhes:" Ezequiel 38: 7
A World News Headline em 2011 escreveu ...
Pode Moscou recuperar o status de superpotência? (11 de outubro de 2011 06:09)
MOSCOU - A Rússia está desesperada para que o mundo veja a Rússia como uma superpotência novamente.
Na semana passada, Vladimir Putin - uma vez e possível futuro presidente do país - propôs a formação de uma "União da Eurásia" entre os antigos estados soviéticos. O movimento foi amplamente visto como um desafio para o Ocidente, e um empurrão para restabelecer antigo império de Moscou.
Putin flertava coma sua ideia no contexto de um renascimento militar russo sem precedentes. Moscou está tão ansiosa para re-estabelecer o seu império militar, de fato, prometendo US $ 730 bilhões para equipar as suas forças armadas há muito negligenciados com armamento do século 21 até 2020. De acordo com o plano, militar da Rússia, as forças armadas receberá 1.000 novos helicópteros, 600 aviões de combate e 100 navios de guerra - incluindo porta-aviões e 8 submarinos de mísseis balísticos de propulsão nuclear. O build-up também prevê novas gerações de mísseis intercontinentais e sistemas de defesa aérea avançados.
Assim, podemos ver que tudo aponta para a Rússia sendo o Rei do Norte e que "Gog" é muito provável que seja Putin, que também está formando uma aliança estreita com a Alemanha, que é "Magog".
Nós também podemos ver que a Alemanha está se movendo cada vez mais para levar a União Europeia. Com a Grã-Bretanha fora da UE isto irá permitir que a Alemanha assuma a liderança no cumprimento da profecia bíblica.
A Rússia tem chamado novamente para a Parceria de Civilizações na Europa em 2016
O ministro das Relações Exteriores da Rússia estabelece a vista da Rússia de uma Nova Ordem Mundial.
A Rússia vê-se como o sucessor do Império Bizantino, o campeão do cristianismo, líder da assembleia das nações, derrubar a hegemonia americana e criando uma Nova Ordem Europeia Nova, com a Rússia em seu centro, assumndo o encargo dos problemas do mundo. A Bíblia pinta a mesma imagem.
Recentemente, o ministro do Exterior russo Sergey Lavrov escreveu um artigo para a revista Global Affairs, onde ele refletiu sobre o passado e o futuro da Rússia.Russian Foreign Minister Sergey Lavrov
No longo artigo, ele tentou corrigir o quadro pintado pela propaganda ocidental do desenvolvimento da Rússia e do lugar atual no mundo.

A compreensão de Lavrov de desenvolvimento da Rússia está de acordo com John Thomas, e outros estudantes de profecia bíblica, que escreveu sobre as origens da Rússia a partir de uma perspectiva bíblica. É o sucessor do Império Bizantino, e tornou-se o dragão do Apocalipse quando o governante russo assumiu o título de Czar ou César, e a Rússia se tornou a terceira Roma.
Lavrov refletiu sobre a glória de líderes anteriores da Rússia, como Pedro, o Grande, que colocou a Rússia no centro da tomada de decisões políticas na Europa:
Baseando-se em medidas domésticas duras e resoluta, e, a política externa bem-sucedida, Pedro, o Grande conseguiu colocar a Rússia na categoria de países líderes na Europa em pouco mais de duas décadas. Desde essa altura a posição da Rússia não podia mais ser ignorada. Nem uma única questão europeia pode ser resolvida sem opinião da Rússia.
Ele escreveu de Catarina, a Grande, que colocou a Rússia no centro da tomada de decisão militar na Europa:
O tamanho, poder e influência da Rússia cresceram substancialmente sob Catarina, a Grande, quando, como então o chanceler Alexander Bezborodko colocou, "Nem um único canhão na Europa poderia ser disparado sem o nosso consentimento."
Estas reflexões dão a entender que a saída é avançar para as questões europeias, que devem ser resolvidas com a opinião russa, e se armas serão disparados na Europa sem o consentimento da Rússia. Qualquer outra coisa seria trágica, como ele passou a afirmar.
O Rei do Sul:
Ezequiel 38:13 "E Sabá, Dedã, e os mercadores de Társis, e todos os filhos de leão vai dizer para você ...? "Você veio para levar a pilhagem, você já reuniu seu exército para tomar presa, para levar prata e ouro, ... .para dar um grande saque '"
Ezequiel 38:13 "Sheba {ie. 'Arábia Saudita'} e Dedã {ie. 'Oman'} e os mercadores de Társis {ie. 'Grã-Bretanha'} e 1 todos os seus leões novos ... "
Estas são as nações que devem sua existência a colonização britânica - ie. Austrália, Nova Zelândia, Índia, Canadá, África do Sul.
Opondo as nações - "mercadores de Társis".
Em Ezequiel 27:12, somos informados de que os fenícios negociando com Társis e uma das principais matérias-primas que procuravam era Tin.
Tem sido afirmado por alguns que o nome a Grã-Bretanha vem da fenícia 'Baratanac', o que é dito significar "as ilhas ou Land of Tin". Enquanto isso não é universalmente acordado, podemos ver que há uma alta probabilidade de a justeza desta interpretação, como não é um metal chamado, "Britannia" (que também é chamado de "Britannia Metal), que é uma liga de estanho, cobre e antimônio.
A importância da Grã-Bretanha para o comércio fenício e da importância do estanho é visto no seguinte trecho de Richards tópico Encyclopedia, onde ele afirma.....
“Comerciantes fenícios navegaram através do estreito de Gibraltar e descobriu as minas de estanho Inglês, muito antes de os egípcios ou os babilônios saberem que havia um lugar como a Grã-Bretanha”.
A Inglaterra vem para a luz da história muito mais cedo do que muitos dos países europeus modernos, como a Alemanha.
Isso ocorre porque os britânicos tinham minas de estanho valiosas. Comerciantes fenícios, utilizavam para visitar a Inglaterra para obter estanho, muitos séculos antes de Cristo. Eles tentaram manter a localização das minas de estanho um grande segredo, a fim de que nenhuma outra nação descobrisse os depósitos do metal útil e caro. “Mas outras pessoas descobriram sobre a ilha, e um geógrafo grego mencionou isso em seus escritos, mais cedo em AC 350 “.
"Merchants of"
Este é mais um indicador do poder que se opõe a confederação russa. A Grã-Bretanha é um dos Impérios necessários ao apoio das nações comerciais dos países do mundo. Em um artigo na revista Time de 21 de maio de 1990, intitulada "os novos elisabetanos", o escritor viu um paralelo entre "o reinado da primeira Elizabeth .." quando a Grã-Bretanha tornou-se famosa por seus mercadores aventureiros "... e os anos 1980, quando" empresários e investidores da Grã-Bretanha reergueram um império sobre o qual o sol nunca se põe, e restaurou o reino a sua posição como um importante credor internacional e fornecedor de capital. "
Por exemplo, é um fato pouco conhecido que, historicamente, a Grã-Bretanha tem sido o maior investidor nos EUA. (Agora retomado pela China)
"Jovens Leões"
Este é mais um ponteiro para Társis, pois declara dos leões jovens tiveram suas origens nela. Se os países que podem traçar sua ascendência para Társis e são os jovens leões, em seguida, Társis deve ser o 'velho leão'. O leão é um símbolo bem conhecido da Grã-Bretanha como os seguintes cartazes velhos e desenhos animados indicam.
The British Empire needed the support of the Commonwealth Countries
1. O cartaz proclama ", Ajudado por leõezinhos o velho leão desafia seu inimigo".
2. O cartaz para os estados das portas, "10 Downing St, LIONS todos os jovens, Os jovens leões bem vindo. Commonwealth Countriesare".
3.Esses leões disseram estar “respondendo ao chamado” são nomeados. Eles incluem Canadá, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul e Índia.








jovens leões não incluem apenas os países listados, mas países como os EUA, que também teve suas origens na Grã-Bretanha.
Sebá e Dedã
Estas são as nações que se instalaram na Península da Arábia Saudita, e podem ser identificados como uma moderna Arábia Saudita e os Estados do Golfo, dos Emirados Árabes etc. Omã, e os 2 iemenitas '.
A resposta
Grã-Bretanha / Társis é indicada como o país que está tomando a iniciativa de se opor aos projetos russos/Europeu no Oriente Médio. Sua resposta é: "És tu vir a tomar o despojo?" v. 13. Isto é o que diríamos hoje como uma resposta diplomática, já que esta e outras profecias indicam que a Confederação Russa não será interrompida pelas nações que se opõem a eles e só será derrotada por intervenção divina v.18-23.
O mapa abaixo mostra como a Grã-Bretanha e Estados Unidos já estão entrincheirados com bases militares no Sul de Israel.

Grã-Bretanha e Estados Unidos já se estabeleceram como o Rei do Sul
Por esta razão, não é uma surpresa ver a Grã-Bretanha fora da União Europeia, se aproximando dos EUA, na verdade, com um governo central. Neste momento a UE irá também criar laços ainda mais estreitos com a Rússia.
Então, diante dos nossos olhos a Profecia Bíblica está sendo cumprida!
A resposta a este desafio, o Rei do Sul vai trazer a guerra para acabar com todas as guerras conhecidas na Bíblia como "Armageddon".
Mas, assim como esta guerra começa também lemos estas palavras em Zacarias 14
Zacarias 14
1. Eis que vem o dia do SENHOR, em que teus despojos se repartirão no meio de ti.
2. Porque eu ajuntarei todas as nações para a peleja contra Jerusalém; e a cidade será tomada, e as casas serão saqueadas, e as mulheres forçadas; e metade da cidade sairá para o cativeiro, mas o restante do povo não será extirpado da cidade.
3. E o Senhor sairá, e pelejará contra estas nações, como pele- jou, sim, no dia da batalha.
4. E naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, para o oriente e para o ocidente, e haverá um vale muito grande; e metade do monte se apartará para o norte, e a outra metade dele para o sul.
5. E fugireis pelo vale dos meus montes, pois o vale dos montes chegará até Azel; e fugireis assim como fugistes de diante do terremoto nos dias de Uzias, rei de Judá. Então virá o Senhor meu Deus, e todos os santos contigo.
6. E acontecerá naquele dia, que não haverá preciosa luz, nem espessa escuridão.
7. Mas será um dia conhecido do Senhor; nem dia nem noite será; mas acontecerá que ao cair da tarde haverá luz.
E em Apocalipse 16, onde a palavra "Armageddon" é usada lemos:
16. E os congregaram no lugar que em hebreu se chama Armagedom.
17. E o sétimo anjo derramou a sua taça no ar, e saiu grande voz do templo do céu, do trono, dizendo: Está feito.
18. E houve vozes, e trovões, e relâmpagos, e houve um grande terremoto, como nunca houve desde que há homens sobre a terra; tal foi este tão grande terremoto.
19. E a grande cidade fendeu-se em três partes, e as cidades das nações caíram; e da grande babilônia se lembrou Deus, para lhe dar o cálice do vinho da indignação da sua ira.
20. E toda a ilha fugiu; e os montes não se acharam.
21. E sobre os homens caiu do céu uma grande saraiva, pedras do peso de um talento; e os homens blasfemaram de Deus por causa da praga da saraiva; porque a sua praga era mui grande.
E assim, em ambos os lugares esta batalha final do homem termina com Deus derrubando os exércitos dos homens.
Este é o momento em que o Senhor Jesus Cristo deve ter retornado à Terra para estabelecer o domínio divino de Deus sobre todas as nações. Isto é, quando o Reino de Deus será estabelecido na Terra.
Desta vez que lemos isso em Isaías 2: 1-4
1. Palavra que viu Isaías, filho de Amós, a respeito de Judá e de Jerusalém.
2. E acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do Senhor no cume dos montes, e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações.
3. E irão muitos povos, e dirão: Vinde, subamos ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor.
4. E ele julgará entre as nações, e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerrear.
O Reino de Deus na Terra - uma casa de oração para todas as nações

Comentários

Alexandre Guilherme dos em 28/12/2016 14:15:13
O profeta DAYAONULL(daniel), disse; o bode vem do "ocidente"e NÃO do oriente. Pode parecer estranho, mas o Reino do "norte" ser a Rússia é muito fácil é está muito na cara, pois o Reino do Norte, tem que ser "encarado"como metáfora. A tempestade quando vem do norte ele causa mais destruição do que quando vem do Sul?!
E "o reino do norte" observa-se que as bestas são pertencentes a este reino e entregam o seu poder a satanás(mencionado como o homem vil a quem NÃO tinham dado o reconhecimento REAL). Em o LIVRO K-HOLDGALUTH(apocalipse)o dragão com sua causa derruba 1/3(um terço) das ESTRELAS DO CHAMAYM(céu) e as lança sobre a ERETZ (terra),.
Como um dragão derrubados 1/3(um terço) das ESTRELAS? USANDO/LENDO NO RUCHA(espírito), A INTERPRETAÇÃO É A QUE ESTE 1/3(um terço) SÃO HOMENS E MULHERES, QUE NÃO SE FIZERAM PERSEVERANTES SEGUNDO A DOUTRINA QUE VEM DE CIMA É PURA E CHEIA DE MISERICÓRDIA, QUAL ATÉ OS ESCOLHIDOS FICARÃO DE FORA SÊ NÃO PERMANECER NA FÉ QUE HÁ DE SE MANIFESTAR.


segunda-feira, 19 de junho de 2017

Origem da vida pode estar no barro, diz estudo


Uma pesquisa que será publicada amanhã pela revista "Science" estabeleceu que, tal como afirmam muitas religiões, a vida na Terra possivelmente tenha surgido do barro. Um grupo de cientistas do Instituto Médico Howard Hughes e do Hospital Geral de Massachusetts, em Boston, assinala na "Science" que reuniu materiais típicos do barro que são fundamentais no processo inicial de formação biológica.
Entre eles figura uma substância chamada "montmorillonite" que participa da formação de depósitos gordurosos e ajuda às células a compor o material genético chamado ARN (ácido ribonucléico), indispensável para a origem da vida. Segundo os cientistas, a argila ou o barro podem ser catalizadores das reações químicas para a criação do ARN a partir dos nucleotídeos.
Também descobriram que a argila acelera o processo de criação de ácidos grassos em estruturas chamadas vesículas, até as quais se chega ao ARN. "A formação, crescimento e divisão das primeiras células pode haver ocorrido como resposta à reações similares de partículas minerais e agregados de material e energia", disseram os pesquisadores.
No entanto, Jack Szostak, um dos investigadores, esclareceu em um comunicado que "não estamos afirmando que foi assim que iniciou a vida. O que estamos dizendo é que comprovamos um crescimento e divisão sem interferência bioquímica".

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Lula implanta grupo Hamas no Brasil para matar cristões

Judeu Indignado Fala Sobre A Embaixada da Palestina Em Brasília!

Embaixada de amigos radicais do PT preocupa militares: “é área soberana do Hamas agora” no coração de Brasília

As obras da embaixada palestina em Brasília em seu estágio atual, em foto enviada a este blog

“Esse Israel tem de desaparecer. E não é o embaixador do Irã nem o presidente [Mahmoud] Ahmadinejad quem está falando”.
Era o embaixador palestino no Brasil, Ibrahim Alzeben, em palestra de outubro de 2011 a universitários, mas podiam ser também os terroristas do Hamas, parceiros da Autoridade Nacional Palestina no governo de unidade nacional. A pregação é a mesma.
“Israel está preparando provocações para um novo conflito. Duvidem da origem dos próximos foguetes partindo da Palestina.”
Era o mesmo Albezen acusando Israel de infiltrar agentes em Gaza para disparar mísseis contra a própria população, assim como o tesoureiro da campanha eleitoral de Dilma Rousseff, Edinho Silva, acusava o PSDB em 2010 de infiltrar “falsos” militantes petistas para causar tumultos nos atos tucanos, como arremessar um rolo de fita crepe no então candidato José Serra.
A afinidade entre os guerrilheiros do PT e os representantes da Autoridade Nacional Palestina é tanta que o moderadíssimo senhor Albezen recebeu do governo Lula em dezembro daquele ano um presente: a doação de um terreno de 16 mil metros quadrados em zona privilegiada de Brasília para a construção de uma embaixada palestina, cuja pedra fundamental foi inaugurada na ocasião pelo presidente da ANP, Mahmoud Abbas.
Agora, os três prédios em estilo arquitetônico oriental previstos no projeto da empresa jordano-palestina Jerdana estão ficando de pé: um para a embaixada em si, outro para a residência do embaixador e um terceiro para a moradia de funcionários diplomáticos. No prédio principal, o da embaixada, há uma cúpula dourada inspirada nos santuários islâmicos e cristãos que existem na Palestina, segundo Alzeben – mas a aparência é mesmo de uma mesquita. A empresa construtora é a Sox Engenharia Ltda; o custo, 13,3 milhões de reais, com parte do dinheiro vindo da Palestina e outra parte que Albezen esperava receber em doações.
Millitares demonstram preocupação com o empreendimento dos amigos radicais do PT em um “terreno imenso para os padrões de Brasília e mesmo do setor de embaixadas”, com vista para o Lago Norte:
“Os veículos e pessoas, por serem diplomáticos, não podem ser revistados. E a embaixada é área soberana do Hamas agora”, diz a este blog um militar que prefere não ser identificado.
O local é estratégico. Fica em uma rua de serviço que dá acesso aos alojamentos da guarda da Presidência e do batalhão de Polícia Militar, além de acesso à via expressa que liga ao Eixo Monumental e ao Palácio da Alvorada. A pista ainda liga a via N2 às entradas de serviço dos Ministérios, do Senado e do Palácio do Planalto. E do outro lado da rua, em frente ao complexo palestino, fica a estação elétrica de toda a esplanada dos Ministérios, do Congresso Nacional, do STF e da Presidência da República”, alerta ele.  Terroristas poderiam, na prática, apagar o Planalto?
“Sim. E acessar todas as estruturas de governo em questão de meia hora. Inclusive de segurança”, responde o militar.
Depois dos vínculos do PT com as Farc (e desta com o jihadismo africano pelo território brasileiro) e com o PCC (e deste com o Hezbollah), agora temos um canal aberto para infiltração do Hamas no coração da capital federal.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Os ataques terroristas são sinais do fim dos tempos, diz pastor


O pastor Phil Hotsenpiller acredita que estratégias militares para pôr fim à atividade terrorista não irão funcionar, pois o problema é de natureza espiritual.

Os aumento de ataques terroristas em diferentes partes do mundo apontam para o retorno de Jesus Cristo na terra, de acordo com o pastor e escritor Phil Hotsenpiller.
Estudioso das profecias do fim dos tempos, o pastor Phil explica que um dos indicadores que marcam o fim dos tempos é a manifestação do “espírito de ilegalidade”.
“A ilegalidade significa mais do que quebrar a lei. É um espírito que começou com Lúcifer antes da criação do homem e veio se mantendo através da narrativa bíblica e histórica, culminando em Apocalipse 18”, disse Phil, de acordo com o site CBN News.
Phil também afirma que os ataques terroristas não acontecem em locais aleatórios — espíritos territoriais têm ligação com os atos de terrorismo que aconteceram no passado.
“Observando o histórico de Manchester, por exemplo, em 1996, o Exército Republicano Irlandês detonou uma grande bomba no centro da cidade, a 400 metros de distância do show da Ariana Grande”, avalia o pastor.
Eventos como este mostram a “natureza repetitiva de atos terroristas nos mesmos lugares”, já que os espíritos territoriais ficam nestes lugares e “replicam o seu terrorismo” no momento certo, explica.
Para resolver estes problemas, Phil afirma que a igreja precisa examinar a causa raiz: a batalha que se passa no mundo espiritual. “Muito do caos que acontece no mundo hoje são causados pelas forças demoníacas que se manifestam no mundo físico”, disse ele.
Chaves espirituais
Ele acredita que estratégias militares para pôr fim à atividade terrorista não irão funcionar, pois o problema é de natureza espiritual. “Jesus deu autoridade a seus seguidores sobre os espíritos malignos (Lucas 9:1,10:17)”, disse ele ao Charisma News. “A igreja foi chamada para amarrar o homem forte em todas as nações, estados, cidades e bairros”.
O pastor explica que essa foi a finalidade de Jesus quando disse que daria as chaves do Reino dos céus a seus discípulos. “É interessante que Jesus se referiu às chaves. O número exato de chaves não é indicado, mas a forma plural sugere que existem várias portas no Reino”, disse ele. “Quando eu estava orando e pedindo uma revelação sobre isso, Deus me mostrou que há um número ilimitado de chaves disponíveis”.
Phil acrescentou que os cristãos podem superar o espírito de ilegalidade buscando um maior acesso ao poder e autoridade de Jesus. “Temos o maior poder do mundo. Temos a maior garantia no mundo, mas de alguma forma nós não a usamos porque achamos que temos para apaziguar todo o mundo”, afirmou.
Ele ainda advertiu que se os cristãos não fizerem nada para parar o mal no mundo, o ataque de Manchester vai se tornar o “novo normal”.